Arquivo para emoções doentias

Melancolia

Posted in Melancolia with tags , , , , , , , on junho 7, 2017 by carl1ike

“Sentado exprimia a melancolia
Calado subjulgava a voracidade
Lúcido suportava a claustrofobia
Junto assumia a disretmia
Por onde passava, as ruas eram sujas
Nos rostos, a fealdade e miséria
Na luxúria, o êxtase do fraco
No teto, as marcas do pensamento
Arredio, circunspecto dedilhava emoções com maestria,
maestria circunspecta e arredia, emoção furiosa e doentia
Na sombra, gastava a maior parte do tempo
Na luz se desvaia sua energia
Algo fechado, o ritmo se imprimia
Nos olhos a marca da anormalidade tensa
Soube-se depois da sua apatia
Viveu morto por mais de meio século
De onde veio ninguém sabia
Mas para onde ia…, ninguém sorria”            by Carl Ike
Revirando o baú, encontrei esta que é uma de minhas poucas poesias, escrita em 26/06/90