Arquivo para medo

A MATRIX, o que é e como ela domina a sua mente

Posted in Matrix with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on julho 24, 2019 by carl1ike

É bem provável que você já tenha ouvido falar sobre a Matrix ou até assistido ao filme protagonizado por Keanu Reeves, porém, ao contrário do que você imagina, ela não é apenas ficção científica, mas, algo que existe aqui e agora, dominando a sua mente a todo o momento.

Toda vez que você sente medo, se sente inadequado(a), inferior, que fica ansioso(a), que se compara, inveja, fica deprimido(a), preocupado(a), inseguro(a), os programas da MATRIX estão rodando forte dentro de você, te manipulando, colocando para baixo, oprimindo, te fazendo funcionar e encaixar no modelo aceito pela maioria adormecida…Somos seres amorosos, plenos e completos, mas, para alguns interessa nos manterem pequenos, amedrontados e submissos. Quer saber mais? Então assista ao vídeo 👇 e se gostou compartilhe:

Água Regenerativa – benefícios para seu corpo e mente

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on junho 26, 2019 by carl1ike

De todas as substâncias do nosso corpo, a água é a mais abundante e importante, uma vez que 70% de nossa fisiologia é formada por água.  Por exemplo, se um indivíduo pesa 70 kg , ele terá  em média 43 litros de água  no corpo. Nosso sangue é constituído por 91% de água, nosso fígado por 85%, nosso cérebro por 86% e assim por diante.

Recomenda-se a ingestão diária de pelo menos 2 litros de água, pois, como sabemos, todas as funções químicas de nosso corpo, seja ela de transformação das células em energia e glicose, de transporte de substâncias, de equilíbrio da temperatura, de limpeza dos resíduos que precisam ser eliminados, só para citar algumas, utilizam processos realizados através da água. Muitos estudos tem demonstrado que existem diferentes tipos de águas e que a estrutura molecular delas, dentro de nosso corpo é que faz a água ser benéfica ou não à nossa saúde, podendo, conforme o caso, até tratar doenças.

O Dr. Masaru Emoto, um renomado cientista japonês, nos mostra através de fotos feitas pelo microscópio, que os cristais da água, podem ser afetados e transformados em belíssimas composições harmônicas, claras, límpidas  e saudáveis, quando emitimos boas energias vibracionais, sejam através de bons pensamentos, boas palavras, bons sentimentos, boas emoções, boas intenções, boas idéias, boas atitudes, compaixão, amor, boa música, etc, assim como, ela também pode ser alterada negativamente, caso essas vibrações, pensamentos, emoções, idéias, atitudes estejam vibrando: ódio, raiva, medo, crítica, angústia, inveja, competição, egoísmo,  ganância, inferioridade, stress, etc, transformando os cristais da água em formas negras, distorcidas e caóticas, e dessa forma, em doenças. Então que tipo de vibração você prefere ter em seu corpo?

A água regenerativa, segue este princípio, ou seja, ela foi exposta à vibrações muito poderosas e positivas de pureza, de cura, de harmonia, de felicidade, de paz, de prosperidade, de criação, de altruísmo, de integridade, de auto-compreensão, de cooperação, de alegria e saúde, tendo sido este processo realizado por pessoas  que seguem uma  dieta regular, equilibrada e vegetariana, sem a ingestão de açúcar branco, bebida alcoólica, fumo, drogas de qualquer espécie, além de praticarem um processo contínuo de purificação interior de longo prazo, o que possibilita a fisiologia de seus corpos estar mais refinada, podendo dessa forma, acessar mais rapidamente, a fonte de toda a Criação, e desta maneira, transmitir esses benefícios à água regenerativa, e consequentemente, às pessoas que a consomem.

Para fazer seu pedido da água regenerativa ou aprender como fazê-la, deixe-nos logo abaixo o seu comentário, que em breve entraremos em contato.

Como encontrar a saída do labirinto que a vida se tornou?

Posted in Star People - Gente das Estrelas with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on junho 17, 2019 by carl1ike

images (9)

Nossa mente com seus pensamentos é regida por sentimentos, que produzem uma poderosa energia, seja positiva, negativa ou neutra. Como a maioria das pessoas, ao longo de suas vidas tentam evitar e reprimir o que sentem por achar este sentir muitas vezes doloroso demais, a energia reprimida se acumula e busca expressão através de problemas psicossomáticos, desordens corporais, doenças emocionais e comportamentos disfuncionais, que geram ainda mais sofrimento.

Quando a energia é gasta com o passado ou com o futuro, bombardeando-se a mente com infinitos pensamentos, muitas vezes inúteis, cria-se um mundo mental virtual, que achamos ser a realidade e desta forma nos desconectamos da fonte, do agora e ficamos enredados no ego, no eu inferior, na ilusão, que vibram no medo, na falta, na escassez, na obsessão e na loucura. Como se isso não bastasse, os sentimentos acumulados bloqueiam o desenvolvimento mais amplo de nossa  visão, percepção e existência e consequentemente o acesso a energia inesgotável da vida, que nada mais é do que o nosso poder interior conectado ao poder do Todo, que poderia fornecer as soluções desejadas, caso não estivesse nublado pela negatividade.

Se observarmos a vida média do ser humano, ela é gasta na maior parte do tempo tentando-se escapar, evitar a turbulência interna do medo e ameaça constante de miséria, falta e fracasso.

Existe porém um simples método para se ter clareza e superar os conflitos durante o caminho. Não se trata de encontrar as respostas, mas de se desfazer os bloqueios e a base dos problemas, para que o fluxo da vida possa fluir integralmente através de nós.

Clique no link abaixo para ter uma dica por onde seguir e o que fazer 😊:

👇👇

Lembrando quem somos 

 

Sobre a questão do MEDO

Posted in medo with tags , , , , , , , , , , on março 18, 2016 by carl1ike

medo ok

QUESTÃO: Bhagavan, porque sofremos do medo e como podemos nos libertar dele?

“O medo está no centro da existência humana. Ele age como estímulo de todas as outras emoções.

A Natureza, o Universo, projetaram o medo para assegurar a sobrevivência física.

O cérebro inferior ou o cérebro do réptil é responsável por produzir uma reação de luta ou de fuga cada vez que há perigo para sobrevivência física.

À medida em que as civilizações cresceram, as sociedades prosperaram, a vida das pessoas tornou-se segura. A ameaça à sobrevivência física diminuiu.

Daí em diante, o foco mudou para o campo psicológico.

Então surgiu a mente com forte sentido de identidade individual, criando a territorialidade e divisão entre o “Meu e o “Não Meu”.

A mente humana é um mecanismo de sobrevivência, ganhou impulso com o medo como epicentro.

Quase todas as atividades da mente podem ser decifradas desse medo de sobrevivência.

É a mãe de todas as emoções.

Se observamos a raiz do ódio, é o medo de ser dominado ou esmagado que se manifesta como repulsão em relação a alguém.

A inveja, por outro lado, é o medo de ser ultrapassado em uma corrida.

Você se torna violento quando está inseguro ou quando sua estrutura psicológica está ameaçada por uma pessoa ou situação.

Culpa, é o medo de perder a boa imagem que exibe de si mesmo.

As feridas ou dor são, novamente, o medo de perder o amor, o medo de ser rejeitado quando percebe que é um “senhor ninguém” aos olhos de outra pessoa.

Conforme sua consciência cresce sobre o medo, fica claro que é uma mera projeção.

Não há nenhuma verdade.

A mente projeta uma identidade inexistente e luta por protegê-la.

É como um cego buscando um gato negro em um quarto escuro que não existe.

A mente embarcou em uma missão impossível, pois nunca chegará a um estado em que atinja a completa segurança.

Quando você se torna consciente de que o medo é uma mera projeção da mente, então você perde o medo do próprio medo.

O medo não pode ser resolvido; tem de ser dissolvido.

O medo não tem uma significância maior; não tem significado, a menos que você dê.

O entendimento intelectual fracassa ao tentar ajudar na eliminação do medo porque desafia a lógica.

Quando termina todo esforço para entendê-lo você o experienciará totalmente, e isso é liberdade.”

– Sri Bhagavan

Mude sua frequência para mudar sua realidade

Posted in Para mudar minha vida with tags , , , , , , , , , , , on junho 8, 2013 by carl1ike

Reprograme a sua vida indo até da fonte da criação

To change your life you need to change your frequency

Água Regenerativa – benefícios para seu corpo e mente

Posted in Água abençoada with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on novembro 28, 2012 by carl1ike

De todas as substâncias do nosso corpo, a água é a mais abundante e importante, uma vez que 70% de nossa fisiologia é formada por água.  Por exemplo, se um indivíduo pesa  70 kg , ele terá  em média 43 litros de água  no corpo. Nosso sangue é constituído por 91% de água, nosso fígado por 85%, nosso cérebro por 86% e assim por diante.

Recomenda-se a ingestão diária de pelo menos 2 litros de água, pois, como sabemos, todas as funções químicas de nosso corpo, seja ela de transformação das células em energia e glicose, de transporte de substâncias, de equilíbrio da temperatura, de limpeza dos resíduos que precisam ser eliminados, só para citar algumas, utilizam processos realizados através da água. Muitos estudos tem demonstrado que existem diferentes tipos de águas e que a estrutura molecular delas, dentro de nosso corpo, é que faz a água ser benéfica ou não à nossa saúde, podendo, conforme o caso, até tratar doenças.

O Dr. Masaru Emoto, um renomado cientista japonês, nos mostra através de fotos feitas pelo microscópio, que os cristais da água, podem ser afetados e transformados em belíssimas composições harmônicas, claras, límpidas  e saudáveis, quando emitimos boas energias vibracionais, sejam através de bons pensamentos, boas palavras, bons sentimentos, boas emoções, boas intenções, boas idéias, boas atitudes, compaixão, amor, boa música, etc, assim como, ela também pode ser alterada negativamente, caso essas vibrações, pensamentos, emoções, idéias, atitudes estejam vibrando: ódio, raiva, medo, crítica, angústia, inveja, competição, egoísmo,  ganância, inferioridade, estress, etc, transformando os cristais da água em formas negras, distorcidas e caóticas, e dessa forma, em doenças.

A água regenerativa, segue este princípio, ou seja, ela foi exposta à vibrações muito poderosas e positivas de pureza, de cura, de harmonia, de felicidade, de paz, de prosperidade, de criação, de altruísmo, de integridade, de auto-compreensão, de cooperação, de alegria e saúde, tendo sido este processo realizado por pessoas  que seguem uma  dieta regular, equilibrada e vegetariana, sem a ingestão de açúcar branco, bebida álcoolica, fumo, drogas de qualquer espécie, além de praticarem um processo contínuo de purificação interior de longo prazo, o que possibilita a fisiologia de seus corpos estar mais refinada, podendo dessa forma, acessar mais rapidamente, a fonte de toda a Criação, e desta maneira, transmitir esses benefícios à água regenerativa, e consequentemente, às pessoas que a consomem.

Para fazer seu pedido da água regenerativa ou aprender como fazê-la, por favor, deixe-nos logo abaixo, o seu comentário, que em breve entraremos em contato.

Por que nos sentimos Menos ? O Dinheiro e a Auto-Estima / Why do we feel less ? Money and the self steem

Posted in Por que nos sentimos menos? O dinheiro e a Auto Estima with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on agosto 20, 2012 by carl1ike

Vivemos numa sociedade perversa, que nos condiciona a assumirmos valores que não tem valor e que são, na melhor das hipóteses, distorcidos. Esta perversidade se torna ainda mais perigosa, quando não questionamos suas bases e apenas nos juntamos ao mar de pessoas que seguem suas vidas miseráveis material e emocionalmente, colaborando para que esse sistema se torne cada vez mais aniquilador.

É importante percebermos que esta “sociedade” ao qual nos referimos, não é uma massa disforme, distante e inacessível, como querem nos fazer acreditar, mas, sim, formada pelos valores de nossas famílias, pelos valores de nossos parentes, amigos, inimigos, chefes, funcionários, vizinhos, pais, mães, irmãos, enfim, pessoas comuns, que conhecemos ou não, que perpetuam a insanidade socialmente aceita, até que nós também nos tornemos um transmissor fiel desta mesma deturpação, nos impondo os piores castigos, caso não a respeitemos. Conscientes disto, temos pelo menos uma chance de modificar estes padrões de valores doentios, que se auto reproduzem indefinidamente, dentro e fora de nós.

Quais são esses valores ? Bem, podemos citar como exemplo, um dos mais arraigados e fundamentais deles, que é o valor atribuído ao dinheiro. O dinheiro em si, não é nem bom nem mal, ele depende do modo como o encaramos, do modo como o tratamos, porém, o dinheiro tem servido para encobrir nossas mais profundas distorções. Quantas vezes já não nos sentimos inferiorizados, menos favorecidos que os outros, rejeitados e excluídos de um grupo, de uma situação, de nossa família por não termos dinheiro ? Por não nos encaixarmos no padrão estabelecido por essa “sociedade”, que além de criar valores doentios, ignora deliberadamente qualquer tipo de individualidade e diferença e que alimenta a comparação como condição básica para medir nosso potencial.

Neste caso, estamos diante de um valor que nos diz claramente que: se você não tem dinheiro, você não tem valor, se você não tem dinheiro, você é menos, você é inferior, você é nada, você não merece estar vivo. A perversidade deste conceito está no fato de associarmos nosso valor pessoal, nossa auto-estima como seres humanos, nossa individualidade, nosso mais profundo estado de ser, ao quanto de dinheiro conseguimos gerar, conceito este totalmente equivoco. Ainda mais perverso, que também não importa da onde tenha vindo o dinheiro, contanto que ele esteja visível em forma de carros, casas, nº de cartões de crédito, roupas, viagens, contas bancárias, etc.

Não estamos afirmando aqui que o dinheiro seja sujo ou desnecessário, mas, sim, a forma como o dinheiro tem servido de pretexto para nos infligirmos os mais absurdos comportamentos, que fomentam a exclusão, o desafeto, a falta de compaixão, a inimizade, a violência, a doença, a ganância, a corrupção, a inveja, o complexo de inferioridade, a competição, a submissão, a anulação, a infelicidade, a depressão, a ansiedade, a ódio, o medo, o aprisionamento, etc.

Felizmente nem tudo está perdido, uma vez que existem tentativas de pessoas, que por inspiração ou missão de vida, abrem uma fenda neste sistema doentio e nos mostram que outros caminhos, talvez mais inteligentes, mais saudáveis e humanos são possíveis, como é o caso da ex-professora e ex-psicoterapeuta alemã de 69 anos: Heidemarie Schwermer que afirma que: “O dinheiro nos distrai do que é mais importante

We live in a perverse society that conditions us to assume values ​​that has no value at all and that are, at best, distorted. This perversity becomes even more dangerous when we do not question its bases and only join the endless sea of ​​people following their miserable lives materially and emotionally, contributing to the system to become even more annihilator.

It is important to realize that this “society” to which we refer, is not a shapeless mass, distant and inaccessible, as would they like us to believe, but, rather formed by the values ​​of our families, the values ​​of our relatives, friends, enemies, bosses, employees, neighbors, fathers, mothers, brothers, finally, ordinary people, we know it or not, that perpetuates this socially accepted insanity, until we also become a faithful transmitter of this  misrepresentation, imposing to ourselves the worst punishments, if we do not respect it. Aware of this, at least we have a chance to modify these ​​unhealthy values patterns that reproduce themselves indefinitely, inside and outside of us.

What are these values? Well, we can cite as an example, one of the most fundamental and rooted of them, which is the value assigned to money. Money itself is neither good nor bad, it depends on how we look at it, how we treat it, but, up to now, money has served to conceal our deepest distortions. How many times haven’t we  feel inferior, less fortunate than others, rejected and excluded from a group, of  a situation in our family for not having money? Because we do not fit to what was set by this “society”, which besides creating unhealthy values, deliberately ignores any kind of individuality and difference and that feeds the comparison as a basic condition to measure our potential.

In this case, we have a value that tells us clearly that: if you have no money, you have no value, if you do not have money, you are less, you are inferior, you are a loser, you are nothing, you do not deserve to be alive. The perversity of this concept lies in the fact of associating our self-worth, our self-worth as human beings, our individuality, our deepest state of being, to how much money you have or can generate, concept that is totally mistaken. Even more perverse, the fact that, it does not matter where your money came from, as long as it is visible in the form of cars, houses, number of credit cards, clothing, travels, bank accounts, etc.

We are not saying here that money is dirty or unnecessary, but up to now,  money has served as a pretext to inflict upon ourselves and others the most absurd behaviors that foster exclusion, disaffection, lack of compassion, enmity, violence, disease, greed, corruption, jealousy, inferiority complex, competition, submission, annulment, unhappiness, depression, anxiety, anger, fear, imprisonment, etc.

Fortunately we are not completely lost, since there are people’s attempts, who for inspiration or life mission, try to open a crack in this sick system we all live and try to show us that other ways, maybe smarter, healthier and more human are possible, as is the case the former teacher and former German psychotherapist of 69 years: Heidemarie Schwermer which states that: “Money distracts us from what is most important,”.

abs, regards,

Carl