Arquivo para projeção

Dicas diárias p/a Felicidade – Ho’oponopono

Posted in ho'oponopono with tags , , , , , , , , , on maio 6, 2012 by carl1ike

A dica do vídeo de hoje é sobre a técnica desenvolvida pelo terapeuta haviano Dr. Ihaleakala Hew Len, que curou vários pacientes considerados incuráveis, ao voltar-se a si mesmo e procurando curar o que se apresentava à ele, através desses pacientes, dentro dele mesmo,  utilizando 4 palavras: Sinto muito, Me perdoe, Te amo, Sou grato. Para assistir ao vídeo, clique no link:

http://www.ustream.tv/recorded/22387848

Um abraço,

Carl

Hipocrisia e Falsidade no Natal

Posted in Adoro ou Odeio o Natal with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 20, 2011 by carl1ike

Ao contrário do que muita gente acredita, o Natal, ao invés de ser uma época de confraternização, de união, de amizade entre as pessoas e entre os familiares, pode se tornar uma fonte de hipocrisia e falsidade, gerando os piores sentimentos nas pessoas como: inveja, ódio, depressão, complexo de inferioridade, ciúme e fracasso, dependendo de como se encara esta comemoração. 

Uma das razões para isso é que nesta época, pelo contato mais próximo com os familiares, acentua-se o que mais tentamos guardar dentro de nós, que são os nossos medos, os nossos fracassos, a nossa inabilidade de lidar com nossas emoções e sentimentos mais negativos, que foram sendo deixados de lado durante todo o ano e que agora, nos vemos obrigados a confrontá-los.

Na verdade, todo este mal estar é causado pela projeção de nossas antipatias, de nossa falta de aceitação própria, de nossa raiva, nos outros, culpando-os por nos causarem todo esse incomodo. Se pudessemos reconhecer que somos nós mesmos quem geramos este nosso desconforto emocional, deixaríamos de dar tanta importância aos outros e nos focaríamos mais em nosso íntimo, na aceitação de nossas dificuldades, sem preconceitos, sem pré julgamentos.

 A época do Natal é na verdade uma época desafiadora, porque se cedemos às nossas aversões projetadas nos outros e nos isolamos, sentimo-nos deprimidos, se vamos à festa com o espírito combativo, sentimo-nos culpados, então o que fazer ? Talvez darmos aos outros o que gostaríamos de receber, pode ser um bom começo. Se vc se sente excluído por não receber presentes, ao invés de exigir, dê presentes. Se vc não suporta aquela pessoa da sua família que encontrará no dia do Natal, ofereça-lhe o melhor de vc, um simples sorriso, um simples coração aberto e desarmado, e veja o que acontece. Se vc está cheio de crítica pelos outros, simplesmente encontre algum ponto que seja positivo neles e exalte esta característica.

Ao tomar este tipo de atitude, vc diz ao universo e a sí mesmo que é vc quem cria as situações e sentimentos na sua vida, que vc não é uma vítima, que vc é responsável por tudo o que acontece com vc, então, se vc está focalizando o bem, o bem se multiplicará, se vc está aceitando o seu lado negativo, ele se sentirá amado e deixará de ser tão sombrio. No final das contas, perceberemos que o Natal nos oferece uma incrível oportunidade de auto conhecimento e superação e é por isso que tantas pessoas odeiam o Natal, pois, ainda não sabem como tirar o máximo dessa situação, ainda não sabem como tirar o máximo de si mesmos, mas, em breve saberão, Feliz Natal !!!

Obs: Caro leitor(a), se vc puder, deixe-nos um breve comentário de como foi o seu Natal, ok.

Onde está a chave da felicidade e da capacidade de viver nossos sonhos ?

Posted in * "O Efeito Sombra" um dos melhores livros sobre auto-conhecimento with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on fevereiro 13, 2011 by carl1ike

A resposta é: em nosso eu mais sombrio, em nosso lado mais obscuro, encontra-se escondido nosso poder esquecido, encontra-se a chave capaz de destravar totalmente a nossa vida. Pode parecer um roteiro do filme do Harry Potter, mas, é exatamente isto que precisamos compreender. Não há ninguém que não considere sua sombra, seu lado mais negro, como algo a ser temido, ou, encoberto de todas as maneiras possíveis. Um pequeno exemplo: qdo alguém nos incomoda muito, seja por sua arrogância, seja por seu orgulho, tendemos a julgar e classificar esta pessoa de maneira negativa, colocando nela toda a responsabilidade por nos causar tamanha aversão. Este é exatamente o mecânismo da sombra em ação, ou seja, ao observamos mais atentamente o que está ocorrendo, por acharmos difícil olharmos para nós mesmos e reconhecermos a nossa própria arrogância e orgulho, atribuímos o que julgamos ser negativo como sendo do outro e não um aspecto nosso, que tentamos de todas as formas esconder, projetando-o para fora de nós. Porém, qto mais nos afastamos de nos vermos realmente, sem julgamentos de bem ou mal, certo ou errado, mais longe ficamos de nossa verdadeira realização. O livro: “O Efeito Sombra”, de Deepak Chopra, Debbie Ford e Marianne Williamson, parece ter sido obra encomendada pelos deuses do auto-conhecimento, pois, nos oferece de maneira simples e profunda, uma compreensão desse nosso lado mais sombrio, um deixar-se a auto-crítica e julgamentos de lado e realmente acolhermos o que sempre tentamos esconder de nós mesmos e dos outros, como sendo algo vergonhoso, desprezível. Um livro que pode ser considerado como um verdadeiro guia para a reconstrução de nossa alma, de nossa integridade e consequentemente, de nossa felicidade.